segunda-feira, 19 de maio de 2008

Segredos de uma boa atividade cerebral

É comum hoje em dia vermos pessoas com idade cada vez mais avançada, estudando, trabalhando, ativos na sociedade.
Um reflexo de resultados de avanços tecnológicos, na medicina e no entretenimento, que proporcionaram uma longevitude a toda população.

Antigamente mulheres tinham seus filhos até os 20, uma pessoa era idosa aos 40 anos, e acima de 50 era o encerramento de um ciclo. Com poucos atrativos de vida, jovens com oportunidade, quando não estavam trabalhando, passavam a maior parte do tempo estudando, e muitos entravam na universidade aos 16 anos. Eram conceituados no mundo dos negócios aos 20 anos, com grandes feitos e realizações.
Essa grande mudança que hoje existe, veio se instalando aos poucos, gradualmente. Hoje olhamos para trás e podemos ver com maior clareza.

Mas o que essas pessoas fazem para continuarem ativas nesse tempo todo? Afinal, somos os mesmos seres humanos de séculos anteriores.

Em pesquisa com pessoas acima dos 80 anos (inclui amigos e familiares nessa lista), cheguei a uma conclusão:

- Leia tudo que puder, mesmo que sem sentido a princípio
A leitura estimula seu cérebro a imaginar as coisas, dando vida as palavras. É assim que gravamos as coisas.

- Seja sempre feliz
Quem gosta de tristeza? Seja como os cachorros, sempre alegre, feliz por qualquer pequeno gesto. Lembre-se, os cães agradam pessoas de bem com a vida.

- Goste de tudo que tem
Cada ítem seu é uma conquista, e precisa significar alguma coisa para você. Se representa algo de bom, mantenha. Caso contrário, passe para frente.

- Caminhe em busca do seu sonho, não importa sua idade
Roberto Marinho já tinha mais de 65 anos quando fundou a Rede Globo. E com mais de 80 ele ainda discutia o planejamento dos próximos 30 anos da emissora. Sempre há tempo para conquistas.

- Nunca se importe com o que os outros vão pensar
Você deixa de brincar porque já é adulto? Fica sem dançar porque acha que dança mal? Ninguém se importa com o que você faz. Faça tudo que quiser, como quiser. Só preserve o direito das pessoas. O restante, vale tudo.

- Viaje sempre
Pessoas que saem da rotina acumulam maior número de experiencias na vida. Conhecem lugares diferentes de onde mora, novas culturas, novas pessoas, novos meio de sobrevivência. Adquira novas historias e compartilhe.

- Converse com as pessoas, e com pessoas diferentes sempre que puder
Novos amigos fazem a gente se sentir mais vivo, e estimulam atividades cerebral. Trazem alegria e novidades.

- Aprenda coisas novas
A Tecnologia não é um bicho de sete cabeças. Lembre-se, muitos homens cruzaram os sete mares sem recursos. Você os tem, a sua disposição, e deixa de usar porque acha complicado? Se tiver dúvidas e quiser usar um computador, pode me perguntar!

Parecem coisas simples de se fazer. E são.
O grande segredo é viver. Viver intensamente, sem medo, sem culpa.

Seu cérebro é responsavel por toda atividade do seu corpo. Tudo que se vê, ouve, fala, come, faz.. passa por ele. O cérebro precisa estar na ativa. Nunca aposente seu cérebro. Ele que dá vida a sua alma.

Leia. Leia. Leia.
Escreva. Escreva. Escreva.
Viage. Passeie. Cante. Dance.

E qualquer dica que queira acrescentar, pode me encaminhar. Vivendo se aprende!

sábado, 17 de maio de 2008

Ecologia ao Extremo

As vezes tentamos ser tão ambientalmente corretos, que esquecemos de ser politicamente correto.
Levar ações de pensamento global ao extremo limite, é ofender as conquistas humanas através dos tempos.
Energia elétrica em casa, gás encanado e água na torneira, são confortos ainda insubstituíveis. Avanços tecnológicos crescem em decorrência disso. Não seria possóvel aparelhos eletrônicos por toda casa, aquecedores, torneiras e tudo mais. Todos plugados a tomada, para serem prontamente ligados quando a necessidade ou desejo surgir.

Pensar que todas essas conquisata precisam ser desligada das tomadas sempre que se termina de usar, descaracteriza sua função, que é trazer praticiadae ao ser humano. Elas custam um mínimo de energia para estarem ligadas em stand by.

Será que a economia que se faz, é representativa em termos de ecologia? O mundo realmente ficará melhor se eu tirar da tomada o microondas, a TV, o DVD e desligar a chama piloto do aquecedor toda vez que terminar de usar?

O direito do ser humano, por suas conquistas, fica comprometido, perdendo todas as regalias que já existem. Seremos desmotivados a não mais criar novas facilidades de vida, porque ações anti-aquecimento global poderão, com o tempo, arrancar isso das pessoas.

Faça sua parte reciclando seu lixo, colaborando com coleta seletiva, evitando comprar produtos com embalagens que não sejam recicláveis, apoie uma cooperativa de catadores, aproveite a água da chuva. Pequenas medidas que trazem grandes resultados.

Mas o mais importante de tudo: antes de querer arrumar o mundo, não esqueça de arrumar seu quarto!

Ecologia sim. Neurose não!