segunda-feira, 19 de janeiro de 2009

Engenharia Social


Um tema um tanto quanto novo é a Engenharia Social. Algumas pessoas nunca ouviram falar no assunto. Quando se aprofundam e tomam conhecimento do que se trata, percebem ser um velho conhecido: "malandragem". Só nunca imaginaram um nome para tal abordagem, nem mesmo associar tal técnica com o avanço tecnológico.

Diversas definições sobre engenharia social podem ser encontradas na internet. Mas em sua essência, é o fato de alguém usar de informações fornecidas por você mesmo, para invadir seus bens e sua privacidade.

Desde os primórdios da existência do ser humano, essa é uma técnica muito utilizada. Essas pessoas são como detetives. Elas pegam uma informação de cada vez, aos poucos juntam as peças, e no final consegue um verdadeiro "prontuário" da vítima.

Só que no mundo real, os perigos são físicos, e métodos de proteção e precaução já são conhecidos. Por exemplo, de nada adianta saber a senha bancária de uma pessoa, se não tiver a posse de seu cartão magnético. Para obter êxito no evento, precisaria realizar um roubo/furto, o que deixaria de ser Engenharia Social.

No mundo virtual, os perigos são ilimitados e muitas vezes desconhecidos, a medida que avança a tecnologia e novas formas de comunicação se estabelecem. Lembre-se que existem algumas empresas fazendo softwares de proteção e segurança de informações, enquanto milhares e milhares de usuários (a maioria jovens e adolescentes) tentando burlar esse sistema antes do colega. Conhecidos como Hackers. (Existem também os Lammers, que é alguém que tenta ser hacker, mas não consegue nada para ele, e atrapalha a vida de alguns. Não vou me aprofundar agora, porque acho que o tema merece um texto dedicado).

Em linhas gerais, precisamos ficar atentos a tudo que acontece de duvidoso em nossa rede de relacionamentos virtual. Email, MSN, Orkut, blogs, sites, torrents, jogos online.. Qualquer acesso a rede mundial de computadores, oferece exposição ao perigo.

Não vou falar de segurança via software, pois essa é uma necessidade real. Mas mesmo quem usa algum tipo de antivírus em seu computador, está sujeito a ser infectado. Como já dito, uma infinidade de Hackers quebrando sistema, rapidamente seu computador pode ser infectado sem que seu antivírus reconheça como uma ameaça. Portanto, as medidas de precaução a serem relatadas, não eliminam a necessidade de um antivírus.

Sempre desconfie daquilo ou daquele que você não conhece. Conhecer pessoas virtualmente proporciona certa segurança dentro de nossa zona de conforto. Cuidado para não perder isso. Nunca passe informações a um desconhecido, mesmo que elas pareçam óbvias e inofensivas. Aquele tipo de informação que você falaria a um novo conhecido da escola, clube, academia. Deixe esse papo para os amigos reais.

Alguns amigos virtuais tornam-se reais. Essa é a oportunidade de você usar seu felling e saber se a nova amizade merece sua confiança. Virtualmente essa percepção torna-se mais difícil.

Para tornar mais lúdico o texto, vamos usar o Hotmail como exemplo. Pela praticidade que o MSN oferece, de uma comunicação instantânea, a associação com o Hotmail como email de acesso precisa ser prática. Sem muitas informações nem complicações, qualquer pessoa se cadastra no hotmail, e logo associa a sua conta de MSN. Como muitos esquecem suas senhas, devido à rapidez com que se cadastram, e a falta de critérios para criar suas próprias senhas, o hotmail criou um sistema muito fácil de recuperação de senhas: a frase secreta. É onde entra a engenharia social. As perguntas de lá são simples, e faz parte da sua vida, infância, sentimento. Um desconhecido começa te perguntar: qual sua comida predileta? Qual primeiro carro que você teve? Qual o nome da sua primeira professora? Sinceramente, fora um psicanalista, quem em sã consciência precisa dessa informação de um novo conhecido? Pessoas normais perguntam como o que você trabalha, onde estudou, se viaja, se gosta de dançar. Enfim! Desconfie. Seus amigos mais próximos facilmente saberiam a resposta, mas amigos não devem roubar amigos (é o que esperamos!).

Cuidado também com pessoas que dizem te conhecer de algum lugar genérico, ou que você costuma freqüentar. Lembre-se que seu perfil, cadastro, dados pessoais, às vezes pode estar divulgado em algum lugar que você nem se lembra mais. As pessoas podem chegar falando que se lembra de você de tal escola, sempre vai à igreja tal. Isso pode trazer uma falsa segurança, de uma amizade mal-intencionada. Nesse caso, seja seu próprio antivírus!

E para aqueles que leram meu texto até aqui, vou ser legal e dar a dica mais importante de todas: nunca, mas nunca mesmo, coloque sua data de nascimento como senha. É a primeira tentativa de invasão!



Surgindo dúvidas, pode entrar em contato: fernandasuraci@hotmail.com

Adicionem no MSN se quiserem



Fernanda Suraci

quarta-feira, 14 de janeiro de 2009

Uma homenagem

Os textos publicados até agora em meu blog sempre se referem a alguma experiência vivenciada. Boa, ruim, engraçada.. O de hoje também tem a ver comigo, mas é algo que aprendendo com uma pessoa muito especial que quero homenagear.
Hoje vou falar de Edith Suraci. Minha tia e amiga. Um verdadeiro exemplo de coragem, determinação e auto-motivação. Batalhadora, não se deixa abater por problemas, por maiores que eles possam parecer.


Tudo que ela vem passando está sendo relatado no blog dela, pode ser visto em Vencendo Obstáculos com Alegria
Acredito que ela tem uma ótima visão de futuro, pois só olhando pra frente podemos enxergar os resultados positivos que sempre esperamos. Se olharmos o agora, limitamos nosso campo de visão, e focamos o problema.


E a notícia dessa semana é bem animadora: Cabelos Crescendo!
Que maravilha! Quando tiver fotos, eu posto aqui!!
Semana passada você disse que até sonhou com isso.. mais uma prova da força do pensamento positivo.


Edith, sempre que vejo pessoas com dificuldades, problemas dominando suas vidas, não deixo de fazer um paralelo com sua jornada.
Acredito que existiria um mundo só de pessoas felizes se todos olhassem o amanhã como uma oportunidade de um dia melhor.

Obrigada pela sua força e garra. É uma verdadeira fonte de motivação.

Com carinho

Fernanda Suraci