quinta-feira, 3 de setembro de 2009

Um dia diferente


Logo que acordou sabia que seria um dia diferente. Era inverno e o sol abriu cedo.

A energia positiva emanava pelo ar. Selma não sabia o significava aquela alegria toda. Felicidade!

Andando pela rua, sua confiança aumentava a cada passo. Mais e mais pessoas olhavam para seu rosto sorridente. Ela não conseguia para. Começou a lembrar de sua noite de sono. Havia sonhado. Um sonho bom, como há muito tempo não acontecia. Suspirou feliz, e seu rosto foi se tornando cada vez mais radiante. Estranha e ótima sensação.

Entrou no trabalho como de costume. Ela sempre fora simpática com todos, porém sentia que dessa vez estava transmitindo mais coisas boas aos colegas. Mais e mais rostos ficavam radiantes com sua passagem. Era a verdadeira corrente da paz.

Seu dia transcorreu com perfeição. As peças se encaixavam com harmonia. Até que logo depois do almoço seu chefe entra na sua sala. Com um incomum sorriso no rosto. Então ela se dá conta que seu sonho havia sido com ele. Não o tinha reconhecido, pois era um gentil e amável cavalheiro que a salvara da beira de um precipício.

E a energia positiva se espalhou por um motivo. Selma estava sendo promovida.



Fernanda Suraci


 

2 comentários:

Anônimo disse...

Menina , muito boa essa história, Simples e de fácil leitura, com um final que se percebe.

Agora, nao mata essa menina Selma já.Continua a saga por favor.

Coloca ela num dia de Domingo a encontrar uma foto de família que reporta ela à infância e escreve outra história.

Ah, nao esquece de apresentar ela pra gente: morena? olho castanho' cor de cabelo?Físico; 49 kgs?1.60m?Nome: Selma Sónia ( iniciais SS) nome colocado por seu pai, nazista fugido da Alemanha ( a imaginação levará vc onde vc deixar)

Dia de domingo, véspera de partida pro Afeganistão, onde vai ser pivot de uma estação de TV, foi promovida, ne?, e vai encontrar uma cultura diferente, discriminação de mulher, ( acha que ela se poderá apaixonar por um taliba, que ajudou a não ser morto?) e tudo o que vc melhor que ninnguem pode colocar nessas linhas que , NÓS SEUS FÃS, estamos começando a gostar de ler.

Será pedir-lhe muito?

A gente fica te aguardando...Te ler é um previlégio!

Ate breve, Fernanda ( é seu nome verdadeiro, ne?) Posso lhe tratar por Fê? :-)

Fernanda Suraci disse...

Olá
obrigada pelo carinho!
a ideia era ser um texto simples, mas continuar a saga pode ser uma boa!
interessante colocar um segundo nome com S, havia pensado em Sofia a princípio, mas achei o nome abordado demais, principalmente referente ao nazismo.
Vou deixar a criatividade me levar, e vou deixar Selma viver!
abraços!

(ah, esse é meu nome mesmo!)