terça-feira, 21 de setembro de 2010

Dinheiro fácil

Certa vez conheci no exterior, uma pessoa do Brasil, com um ótimo poder aquisitivo. Tinha posses e uma vida muito tranqüila. Aos poucos, fomos nos conhecendo melhor, e fui percebendo que não existia efetivamente uma atividade em sua vida.
A principio imaginei que se tratava de algum herança, que por ser de grande volume, proporcionava uma vida boa, sem a necessidade de trabalho.
Mas foi então que percebi que a família era humilde, e a infância havia sido dura.
Após certa intimidade que nossa amizade proporcionou, fiquei sabendo que seus bens eram oriundos de um feliz acerto de megasena.
Sendo uma pessoa culta, com uma formação acadêmica boa e com boa índole, facilmente fez o milagre da multiplicação, com bons investimentos e aplicações.
Hoje vive de renda, tem viagens constantes, e toda sua família desfruta de uma vida agradável.



A historia que relato é fictícia, mas acho que a maioria dos ganhadores tentam usar o anonimato para sua própria proteção, e aos poucos deixam o dinheiro chegar nas mãos das pessoas ao seu redor.
A ganância e o desejo pelo dinheiro pode transformar até o ser humano acima de qualquer suspeita.

Mas também me pergunto: será que existem os que gastaram tudo, não souberam investir, e ainda deixaram seus filhos sem nada? ao ponto de não garantir nem a sua educação?
Ou ainda, uma pessoa que nunca teve dinheiro, consegue fazer com que a sensação de poder não lhe suba a cabeça?

Um comentário:

Ângelo disse...

Sim.
Primeiro: existem pessoas que gastaram tudo (um patrimônio razoável) e ficaram sem nada, por conseguinte, nada deixaram aos filhos.
Segundo: existem pessoas que se determinaram a consumir o patrimônio herdado e que, além disto, estão dispostas a deixar aos filhos apenas a casa a qual residem, porém, lhes garantindo o curso superior completo.